sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Just as Dorothy walks...



"In this life, my dearest friend, it doesn't matter how much you love, but ao much you're loved by the others."
Wizard of Oz

3 comentários:

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Os olhos dos outros sabem mais de nós do que aquilo que nós próprios conseguimos descobrir no reflexo do espelho. Há coisas que a despreocupação permite e a fome de explicações renega. É nessa margem de confrontação que, provavelmente, está a verdade. Entre os outros e nós. Essa margem são os sentimentos, esses vínculos eternos, feitos de dádivas e partilhas, olhares e descobertas. Uma grande verdade, dear friend.

Beijoca

Nádia Dias disse...

Ocorreu-me num dos nossos serões melancólicos. E , aquando tal, nessa precisa traviata, olho para o lado, e vejo uns imensos olhos de devoção e companhia e uns braços que se me estendem! Que mais posso querer da vida? Estou feliz! :')

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Nada, mais nada. Sobra nada para ser feliz. Estamos aqui, é o que importa nem que seja para fazer um cortejo de melancolia a um conjunto de frustrações e pensamentos que nos têm ferido ou magoado.

Beijoca