sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Sintomas inexplicáveis


Foi no dia 19 de Fevereiro de 2009 que o "terror" invadiu as estradas nacionais.

Inicialmente, era conhecido por deixar o carro ir umas quantas vezes abaixo;

depois subiu de nível, não gostando de atravessar "aquelas subidas", causando muitos calafrios àqueles que se aventuravam a viajar com o dito "terror";

numa fase mais avançada, mas não menos aterradora, pauta-se pelo estacionamento entre dois carros, cujo espaço se vislumbra ridiculamente pequeno aos seus olhos.

Não é de todo a minha intenção envergonhar as mulheres, mas assumo que inicialmente um carro à minha disposição pareceu um pouco despropositado, quiça até aterrorizador.

Agora passado um ano, sinto que esse terror que se apoderava da minha mente, mãos e pés está a ficar como o sol de Inverno, fraquinho.

Bem, com tudo isto espero causar um pouco de alegria e satisfação àqueles que acabaram de tirar a carta e que sofram deste sintoma que se apodera de muitos corpos, o dito "terror".

Uma tacinha de champanhe para comemorar???

Sem mais,


9 comentários:

Nádia Dias disse...

Foi um dia memorável. Os meus dias de taxista acabaram :) Além de que em Braga passei a ter o meu HOMENZARRÃO e a tua BEYONCÉ à minha mercê :D qualquer dia estamos as duas nas minhas tão aspiradas corridas automobilísticas.

E as aulas que estão quase :'(

Bjinho

Diana Machado disse...

Pois ao que parece esta vida sem horários está para acabar!
A esta hora em vez de estar a acordar, estarei a almoçar com pressa de ir para as aulas das 14H.
Não merecemos!
Quando me perguntarem o que quero ser quando for grande: REFORMADA, mas com aquelas reformas chorudas. Chega-me 4000 euros*. Não peço mais, PROMETO!
Mami DÁS?? DÁ DÁ DÁ



*ao mês

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Tu agora és um ás ao volante. Segurança, conforto e calma. Um espanto. Vou começar a cantar aquela música horrorosa que diz "Shut up drive, drive, drive." Untz Untz.

Parabéns, Maria!

Beijo

Nádia Dias disse...

Nada. É "Be quiet and drive (far away)". A música mais romântica de todos os tempos. :D Voltas a chamá-la horrorosa e fico seriamente magoada. E olha que ando seriamente dramática. Ninguém me entende. *

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Olha-me esta que não sabe ler. A música é que horrorosa, ó pázinha. E é da RiRi.

Nádia Dias disse...

Sabes como é: nem todas as tuas parolas semi-nuas de eleição enfeitiçam toda a gente :) Essa espécie de adolescente foi imitar praticamente o título de uma música de Deftones. Não Luís, a frase não é um clichet. Ela é que é mesmo muito pouco imaginativa!

Amanhã temos o dia todo para porradas intelectuais. Tenho que admitir que já cá fazem falta.

Didi, é xabore trazer a Beyoncé para irmos para o Sameiro apreciar as vistas como deve ser - (em grande estilo)! :D

Kisses *

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Ó menina, eu não gosto particularmente da Rihanna como artista. Eu estava a criticar a música dela e tu vens-me mal dela como se grande coisa estivesses a dizer. Aliás, estava a gozar com o refrão e o conteúdo da música dela.
:)
Eu estou sem cabeça para intelectualidade. É do cansaço.

Beijoooos, minha gentxi

Diana Machado disse...

UIIII a Beyonce vai, mas não gosta muito do Sameiro...Diz ela quu não é fã de grandes alturas! É muito terra a terra. Sabes como é que é!!!

kisses*
p.s: apesar de não apreciar muito as músicas da rihanna, essa do "Shut up and drive" até que é engraçada.

E vamos ver o jOHN MAYER OU NÃO????

Anónimo disse...

Filhota, eu contigo vou a todo o lado, tu já sabes! O Luís que se cale, agora tá a falar mal da coitada, quando nós as duas sabemos muito bem o quanto ele a adora!

Dra. Iluminada