sábado, 21 de novembro de 2009

Finalmente...

Finalmente um pouco de sossego psicológico, mental, físico, acima de tudo intelectual!
Não sei como ainda tenho cabeça para fazer uma dissertação cuidada e se conseguirei fazê-lo, mas a verdade é que senti uma necessidade extrema de informar-vos, caros leitores, que me sinto mais leve. A liberdade é, de facto, importante para que a nossa pessoa humana possua alguma dignidade. Nestas últimas manhãs, tardes, fins de tarde, noites, madrugadas, a minha diginidade foi abalada por uma série, uma infinidade de motivos. UFA!
A incerteza e o pânico mantém-se, são uma constante no nosso quotidiano, mas o alvoroço desta semana diminuiu a partir das 18h de hoje. Não quero repetir! Requer inspiração, ajuda divina, MUITA PACIÊNCIA para aturar certas vulgaridades, ordinarices, patetices... Coisa complicada!Posso afirmar que esta semana conheci certas facetas do ser humano que sinceramente desconhecia. Fiquei abananada com certas situações que nos deparamos que pareciam de todo surreais, inverosimeis. GOD HELP US!
Enfim, há que estar à espera de coisas inesperadas.
Bem, agora urge descansar. Estou num estado de emergência: relaxar é de extrema importância!
Para tal fica aqui uma sugestão: o filme, A ORFÃ... óptimo para quem gosta de alguma, sei lá, serenidade mental lol
P.S: prometo que não vou fazer dos meus futuros posts um diário desta minha vida que ultimamente se tem resumido àquela coisa que chama "Direito".
Sem mais,

3 comentários:

Luís Gonçalves Ferreira disse...

FINALMENTE! Vamos mas'é dormir :D

Beijoca

Daniel Silva (Lobinho) disse...

A decepção pelas pessoas pode conduzir a isso; o simplesmente nada pensarmos delas e, ainda assim se mostrarem vulgares e ordinárias e patéticas e... pode desgastar a crença no Outro... mas neste caso o caminho está a ser feito ao contrário: tens de gostar de ti tanto que nao deixes de saber usar de humildade; e tens de nao deixar desacreditar a Humanidade tanto que nao deixes de gostar de ti.

nao estou a dizer que nao gostas de ti, mas este descanso com que inicias o post, fisico, psicologico e mental, é agora uma mais-valia, um reforço vitamínico da alama e do corpo, psico-somatizando-te ;) com novo alento ou, pelo menos, retemperadas forças.

O curso tira muita energia e qualquer coisa, mesmo que com ponderaçao efectiva de um peso real, faz-nos soçobrar.

sabes, gostei de ler logo as primeiras linhas, porque é aquilo a que se chama o descanso do guerreiro.

Descansa, amiga, descansa. Ouve m´suica, pensa num mundo diferente, dorme um pouco, vê um filme, mas tuido que te encoraje e te vitamine, pois com certeza outros dias de trabalho árduo (e consequente esforço físico e mental e psicologico) virão.

Conhecermos a nossa necessidade de respirar... de respirar do ambiente à nossa volta ainda que necessário, é já o passo da cura :)

beijinhos amigos

Nádia Dias disse...

Eu hoje dormi 17 horas! Recorde pessoal! Estou cansada é de tanto me babar na minha santa almofada. Aliás, acordei para repôr vitaminas e já estou na cama outra vez :) mas logo a Baixa não me escapa muahahahahahah :D