sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Louca e alucinante aventura

Olá!

Numa destas noites vi uma reportagem sobre jovens que partiram à descoberta de várias cidades através de um projecto que se denomina por CouchSurfing.

"O Projecto CouchSurfing é um serviço de hospitalidade com base na Internet. Em Julho de 2008 tinha cerca de 600000 membros em 231 países.
Procura ligar pessoas e lugares internacionalmente, criar trocas educacionais, fomentar consciência colectiva, espalhar a tolerância e o entendimento cultural.
Abrimos as nossas mentes e damos as boas vindas à sabedoria que a troca cultural oferece. Criamos ligações profundas e significativas que cruzam oceanos, continentes e culturas. O CouchSurfing quer mudar não só a maneira como viajamos mas também a maneira como nos relacionamos com o mundo.
A inscrição na organização é gratuita e pode ser obtida simplesmente registrando-se no site. A actividade principal da organização é a troca de alojamento. Enquanto anfitrião, um membro oferece o alojamento a seu belo prazer; não é necessário alojar, mas obviamente que é encorajado. Enquanto surfer (convidado), o viajante pode procurar e pedir alojamento para o seu destino. O alojamento é inteiramente consensual entre o anfitrião e o convidado, a duração, a natureza e os termos para a estadia do convidado são acordados à priori para satisfazer ambas as partes. Espera-se que a estadia seja também gratuita; não existem compensações monetárias excepto em determinadas situações (o convidado pode compensar o seu anfitrião pela comida)."

Enfim, esta proposta de escapar um pouco à rotina parece ser, de facto, aliciante. Descobrir outras culturas, outros hábitos e ter amigos espalhados por todo o Mundo, aprender e aperfeiçoar línguas é sempre uma experiência enriquecedora. E, para quem não está disposto a emagrecer a sua conta bancária, este projecto é ainda mais benéfico. Basta arranjar um sofá acolhedor para que estejamos a deambular pelas mais lindas cidades mundiais. Eu cá imaginava-me nas compras pela maravilhosa, caótica e barulhenta cidade de Nova Iorque. Não tem a imponência aristocrática de Paris, a beleza, a cor e a história de Roma ou o clima tropical e o ritmo descontraído do Rio de Janeiro. Também não tem grandes monumentos, nem edifícios seculares e não é propriamente acolhedora. E, no entanto, seduz e vicia os nossos passos, atraindo-nos para o seu interior. É a viagem que mais aguardo fazer, depois de ter conhecido o meu futuro cantinho (Londres!!).
Bem, apesar de não duvidar da magnificência deste projecto, a verdade é que quem estiver interessado em ingressar nesta aventura, o melhor é não partir sozinho, pois as coisas boas da vida têm de ser partilhadas para depois serem relembradas. Também há que ter em atenção a quem pertence o “vosso” acolhedor sofá. Eu ainda acredito na boa vontade dos seres humanos, mas há sempre excepções que temos de ter em conta.

Quanto a mim, não sei se teria coragem para invadir um sofá que não fosse realmente meu. Mas, como na vida nunca se pode dizer nunca, deixo em aberto!

Sem mais,

2 comentários:

João Pinto Costa disse...

Por falar em Loucura visita o meu blog onde coloco os mails que crio e envio para meio mundo mais as respectivas respostas:

http://maildeumlouco.blogspot.com/

Acho que vais gostar.
Espero que te divirtas a ler.

Mafii disse...

muito obrigada pelo comentario!
irei ler os outros blogs, concerteza =)
*