terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Um adeus

E foi-se uma Senhora do espectáculo. E sucumbiu um dos rostos incontornáveis do teatro português. E desapareceu uma escritora incrível. É uma perda para todos, mas especialmente para o mundo das artes. 
A obra continua cá como se o corpo daqui nunca tivesse ido.
Até sempre!

Luís Gonçalves Ferreira

1 comentário:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Não é de mais repetir o que acabo de escrever noutro blogue: Uma homenagem que deve fazer-se, que tem de fazer-se. Mais do que as letras para músicas,o programa cartas de amor na televisão... é o seu ar babado de avó, a sensibilidade literária nos livros que publicou, e a graciosidade tertuliana de alma e corpo com uma bonomia e espírito fortes.