segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Nunca voltes ao lugar onde já foste feliz.



"Nunca voltes ao lugar
onde já foste feliz
por muito que o coração diga
não faças o que ele diz
Nunca mais voltes à casa
onde ardes-te de paixão
só encontrarás erva rasa
por entre as lajes do chão
Nada do que por lá vires
será como no passado
não queiras reancender
um lume já apagado
São as regras da sensatez
vais sair a dizer que desta é de vez
Por grande a tentação
que te crie a saudade
não mates a recordação
que lembra a felicidade
Nunca voltes ao lugar
onde o arco - irís se pôs
só encontrarás a cinza
que dá na garganta nós.
São as regras da sensatez
vais sair a dizer que desta é de vez"



Rui Veloso


Palavras a gravar com o amparo da memória para laçar no coração. Não regresses à casa onde a felicidade habitou - por alguma razão de lá saiste.


Encontras-me, desapareço
achei-me, perdi-te
O instinto é um instante
onde aplaudem as loucuras latentes
O instante é sagazmente instintivo
dormindo desperto
E o amanhã quer parecer furtivo…

[…mas o ontem não vive para sempre.]

Para um dos meus melhores amigos, que insiste em não mudar de endereço. Voemos!

3 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado. Por isto, por ontem, por hoje e pelo sempre...por seres a rainha dos meus dias. "You're so fuckin' special"! Beijo

Luís Gonçalves Ferreira disse...

1.º A Foto é sensacional.
2.º Embora não concorde com tudo que esse poema do Rui Veloso explicita, não posso dizer que é genial. Não voltes, como quem diz volta sempre, nem que seja pela força destas palavras;
3.º Voemos. Sempre. Tu e o teu amigo. Connosco também. São as asas que nos dão vida. São asas feitas de sonho.
4.º Só a mim é que não me fazes coisas destas. :P

Beijo, babe.

Nádia Dias disse...

Luigi di mi vita: Não concordas?! Juro que, ou é de ter acabado de acordar, ou diz-me já onde pára essa tua catatonice toda!
É claro que concordas: desde quando é que é bonito andar sempre a bater com a testa na parede?
Só a ti é que não te faço destas coisas? Mas eu estou contigo todos os dias :O Larga dji meu pé, seu ciumento danado! :D

Last but not least: "Anónimo", txuxuca, eu não sou rainha, sou princesa, segundo uma coisa muito gira que nos disseram lá por Braga numa aula.
(...) Desculpa, mas nunca sei bem o que dizer nestas alturas. Sou um tímido fracasso :s

"I wish I was special" ;)

Baci's