sábado, 7 de novembro de 2009

Perpetuamente minha

Xuuuu
Apaguem as luzes
Xuuuu
Faça-se silêncio







Palavras para quê?

"Caminha avante, conquistando a glória
Que os filhos teus prende e seduz
Exibe altiva, oh ! Pátria a tua história
Que a mocidade dá amor, vida e luz.
Caminha avante, conquistando a glória
Sim, que os filhos teus prende e seduz."


Portugal é a minha terra, Guimarães é a minha casa

P.S: A primeira tinha que ser em Guimarães heheh

Sem mais,


10 comentários:

Anónimo disse...

Pena que só foi 1-0

Grande Vitória!

É mesmo " A primeira tinha que ser em Guimarães"

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Ainda me faltava este cromo, aqui e agora!

Nádia Dias disse...

Vamos lá acabar com estes alvores, adágios e escárnios!

Portugal somos todos. Do Douro para cima. O resto é mouro. E não se fala mais nisso.

Diana Machado disse...

Só quero fazer um pequeno reparo: sim Douro para cima com um pequeno desvio (meramente isso) lol

Nádia Dias disse...

OH LUÍS, BOCA PA PORRADA!

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Oiço, ao longe, muito para lá do Douro, entre o Ave e o Cávado, o som da música do Rambo. Luís e a sua Cavalaria partem, militantes e destemidos, desbravando terras e queimando povoações. Nádia, qual Amazonas, levanta-se a cavalo dos seus terrenos férteis, onde a nacionalidade nascera, entre um porto e um cais, formando PortoCalle. Furiosos, destemidos, dirigem-se para Guimarães, o outrora berço, hoje penumbra, efémera divindade, perversa terra, nascida entre a força da cultura e um clube de futebol. Ali, não em São Mamede, mas com direito a feriado, travou-se uma eterna batalha na defesa do Norte como terra de aquem e além Douro, por Trás-dos-Montes e Melgaço, com força e pujança em Braga e no Porto, sem tempo para meridianos nem desvios. É assim. É assim a Estória. Há-de ser assim a História das gentes, daqui em diante.

:)

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Desculpem lá, mas o texto ali de cima parte tudo. Inclusive a vitória de hoje desse Vitória de Guimarães.

Diana Machado disse...

Sim sim, tudo isto resume-se a uma célebre frase . Espero que ninguém leve como ofensa, uma vez que é apenas uma constatação da realidade. E, como a realidade deve ser encarada de frente, cá está ela:
Guimarães é Portugal, o resto sao conquistas!

Amigos na mesma sim??? lol

Diana Machado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nádia Dias disse...

Retiro-me por efémeras horas e dá nisto? Diana, começo sinceramente a ficar sem poder argumentativo para essa falta de humildade. Sou Invicta de alma e gema, e não me perco em constatações acerca do quão cosmopolitano é o meu berço, ou na magnificiência dos feitos dos meus conterrâneos. E acho que que é desse espírito que esplende a nossa subtileza e o tímido brilho cinzento que tanto amamos.
O Porto não é um sítio, é. Não é uma realidade concreta, mas o Éden de outrora vertido nas pedras das suas calçadas.

"E é sempre a primeira vez
em cada regresso a casa
rever-te nessa altivez
de milhafre ferido na asa."

A História faz-se de estórias Luís. "Demos as mãos, lá fora faz frio." :) *